DestaqueMatériasNotícias ‘Rio’ completa 10 anos! Conheça curiosidades da animação
18/05/2021 21:57 em Novidades

Parece que foi ontem, mas o filme de animação ‘Rio’ já está completando DEZ anos em 2021! Como o tempo passa, né? Levando o nome da Cidade Maravilhosa brasileira, o filme da Blue Sky Studios marcou uma década de exaltação à cidade do Rio de Janeiro.

Vem conhecer algumas curiosidades do filme.

Direção brasileira

Embora produzido pela empresa estadunidense 20th Century Fox – através da Blue Sky, braço de animação da Fox – o filme foi dirigido por um brasileiro: Carlos Saldanha. Este, porém, não foi o primeiro trabalho do brasileiro com a empresa: anteriormente ele também dirigiu os cinco filmes da franquia ‘A Era do Gelo’

Arara brasileira-americana?

Uma das grandes controvérsias do filme é que o protagonista é uma arara-azul, animal em extinção oriundo do Brasil. Porém, por ter sido contrabandeado para os Estados Unidos quando ainda era um filhote, a arara não tem nada de selvagem ou de brasileiro. Na real, o nome dela é Blu, uma abreviação da palavra “azul” em inglês. Isso desagradou o público brasileiro.

Às vésperas do lançamento do segundo filme da franquia, a marca ‘Rio’ virou tema do Reveillon de Copacabana na virada de ano de 2013 para 2014. Na noite de ano novo, inclusive, tocou o tema do longa nos alto-falantes espalhados pela praia, que foi enfeitada por diversos banners com os bichinhos do filme trazendo boas mensagens ao novo ano. Vale lembrar que foi o Reveillon anterior à realização da Copa do Mundo, ou seja, numa época em que a cidade estava fervilhando de turistas do mundo inteiro aguardando a realização dos jogos.

Nesse mesmo período de lançamento da continuação, entre 2014 e 2015, o filme ganhou exibições especiais em 4D dentro do parque Movie World, em Gold Coast – Austrália. A cidade é conhecida não só por ser cenário de gravações de diversos outros filmes, mas também por ser reduto de brasileiros que procuram a região atrás das praias paradisíacas.

Maior bilheteria de 2011

No ano de seu lançamento no Brasil, em 2011, ‘Rio’ foi a produção de maior bilheteria, tendo levado 6,3 milhões de brasileiros aos cinemas. O longa arrecadou $484.635,760 milhões de dólares, ficando atrás apenas do sucesso ‘A Saga Crepúsculo: Amanhecer – Parte 1’, que, embora tenha levado mais gente aos cinemas, arrecadou menos bilheteria.

Indicação ao Oscar

O primeiro ‘Rio’ foi indicado ao Oscar de Melhor Canção Original no ano seguinte ao seu lançamento, em 2012. A canção intitulada ‘Real in Rio’, que abre o filme, é cantada em inglês, apesar de ter o ritmo abrasileirado e ser cantada por Carlinhos Brown e composta Sérgio Mendes, o que reforça o aspecto brasileiro-estadunidense da produção.

Embora tenha sido originalmente produzido pela 20th Century Fox, através do braço Blue Sky, a empresa posteriormente foi comprada pela Disney. Assim, atualmente o filme se encontra disponível para ser assistido na plataforma da Disney+, embora todo o conteúdo da Fox vá estar disponível em outra plataforma, a Star+.

Rodrigo Santoro

Queridinhos de muitos, Rodrigo Santoro é referência de ator cuja carreira internacional deu certo. E é lógico que ele participou do filme ‘Rio’. Na versão original do longa, Rodrigo dublou o ornitólogo Tulio. Na versão brasileira, ele dublou novamente o personagem humano, mas, dessa vez, falando em português.

Tecnologia nova

Quem acha que fazer desenho é coisa de criança não sabe o trabalhão que dá criar esse universo mágico. Em ‘Rio’, por exemplo, um renderizador todo novo, de nome Ruffle Deformer, foi elaborado para criar e desenvolver as penas dos inúmeros pássaros que participam do filme. Por exemplo, o protagonista Blu teve cada uma de suas penas pintadas de azul, e os detalhes foram sendo inseridos depois, para criar texturas, profundidade e dar um aspecto mais real ao animal.

COMENTÁRIOS
Comentário enviado com sucesso!